Últimos ajustes no TCC — o que fazer até a defesa

Publicado em: 21-10-2019

Para quem está matriculado na disciplina COM 118, os últimos meses de 2019 serão decisivos. Entre os dias 06 e 08 de novembro, os alunos dos cursos de Jornalismo e de Produção em Comunicação e Cultura do último semestre deverão entregar o seu trabalho à banca escolhida. Já as defesas têm início cerca de 10 dias depois (de 19 a 22/11 e de 25 a 29/11). 

Com a proximidade dos prazos, os estudantes devem realizar os últimos ajustes em seus trabalhos de conclusão, seja a monografia ou o produto com o memorial. Nessa etapa, é preciso estar atento às alterações sugeridas pelos orientadores, além de se preparar para a defesa.  Para ajudá-la/o nisso, reunimos algumas dicas de professores e egressos que já passaram por esse momento. 

Os últimos procedimentos no Colegiado

Estar alerta aos prazos do Colegiado é o primeiro dos requisitos para ser bem sucedida/o no último, e talvez mais importante, trabalho da graduação. O vice-coordenador do Colegiado e responsável pela coordenação dos TCCs, professor Marcelo Ribeiro, explica qual é o papel do setor nesse momento. “Após a indicação das bancas, a função do Colegiado é de homologar as indicações conforme o Regulamento de TCC e de fazer a intermediação da entrega deles para os membros internos”. A entrega dos TCCs para eventuais membros externos da banca, portanto, é uma responsabilidade da/o aluna/o. 

Marcelo Ribeiro dá, ainda, um conselho. “Acredito que o mais importante para cada estudante é assegurar uma boa comunicação com seu orientador ou sua orientadora. Confirmar informações sobre data e horário da defesa, banca, prazos. É importante que cada aluna/o esteja consciente dessas etapas, conversando com seu orientador ou sua orientadora sempre que necessário”, recomenda. 

Os ajustes finais no trabalho

Com o tempo curto, o ideal é manter o cronograma acordado com o orientador, conforme explica o professor da Faculdade de Comunicação (FACOM | UFBA) Fábio Sadao Nakagawa.  “Muitos se complicam porque não cumprem o cronograma. Isso torna difíceis as várias revisões e os ajustes até a entrega”, explica. 

Fábio Sadao também orienta que o estudante não tente abarcar todos os aspectos do tema em um único trabalho. “Imagine que o TCC é uma parte do seu processo de investigação que você poderá seguir na especialização, no mestrado e no doutorado. Por isso, não tente responder tudo, apenas uma parte. A mesma coisa com o projeto de produto, apresente apenas aquilo que foi proposto”, recomenda. 

A defesa

O dia da defesa pode ser alívio para alguns, mas para outros é motivo de ansiedade, como aconteceu como a  jornalista Alessandra Oliveira, formada em 2018.1 pela FACOM. “O dia da minha apresentação foi um dos mais nervosos da minha vida. Meu coração parecia sair pela boca e estava tão enjoada que nem conseguia comer. Acho que esse nervosismo é inevitável, pois se trata de um projeto muito intenso e feito com muita dedicação”, acredita. 

Para o professor Fábio Sadao, o nervosismo é comum, mas não deve levar o estudante duvidar de seu conhecimento. “Isso pode acontecer ao ponto do aluno não defender, mudar o projeto ou entregar algo que está aquém de sua capacidade. É importante que o aluno não se questione, chegando a achar que não tem condições de realizar a defesa. O fato de se dedicar indica que ele tem condições de falar sobre aquele assunto”, afirma. 

Alessandra concorda. “Acredito que a apresentação é um momento para se deliciar e mostrar, com orgulho, todo o trabalho feito. Lembre-se: naquele momento, você é o especialista naquela questão ou produto. Nenhum outra pessoa na sala conhece tão bem seu trabalho quanto você”. 

Veja algumas dicas  de professores e alunas que passaram pela experiência:

  • Releia o trabalho;
  • atente-se ao tempo de apresentação, em geral de 20 minutos. Programe-se para falar algo que caiba no tempo previsto; 
  • identifique os temais centrais em seu TCC, como a pergunta e os objetivos;
  • a banca já leu o seu memorial ou monografia, portanto, seja conciso: complemente informações que não ficaram claras no texto escrito, reforce passagens que precisam de destaque;
  • conte com a ajuda do/a orientador/a sempre que necessário, mas não se limite a ele. Busque ajuda de pessoas que entendem do objeto e plataforma do TCC;
  • se isso lhe deixar mais seguro, construa um texto para lhe orientar na apresentação. ensaie alguns dias antes, repita e garanta que seu conhecimento construído está consolidado em sua apresentação;
  • não se limite em apresentar a discussão teórica. Caso seu trabalho seja um produto, apresente também a repercussão que ele causou nas pessoas.

Ainda restaram dúvidas? Vale conferir o Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso. Nele, estão as normas relacionadas à função do orientador, à defesa do trabalho e outras de importante conhecimento do concluinte. 

 

Roda de conversa "sonoridades do isolamento"

SERVIÇO

O quê: Roda de conversa Sonoridades do Isolamento
Quando: dia 05/06/2020 às 15h
Onde: Ao vivo pelo Zoom e Facebook (sala do zoom aqui)
Mais informações aqui

Roda de Conversa “Inumeráveis: jornalismo e histórias de vidas”

O quê: Roda de Conversa Inumeráveis - jornalismo e histórias de vidas
Quando: dia 10/06, às 15 horas,
Onde: Ao vivo pelo Zoom (link em breve) ou pelo Facebook da FACOM.
Mais informações aqui.

Aniversário de Fundação da UFBA