Índice

Introdução
O Jornalismo na
Era Digital
O Jornal como Metáfora
Produzindo uma Publicação Digital
O Planejamento
O Design
O Layout
Hipertexto
Multimídia
Animações
Interatividade
O E-mail
Notícias
Personalizadas
Notícias Personalizadas II
A Estrutura
Comercial
Classificados Online
Micropagamentos
O Fim do Jornal Impresso?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


manta@ufba.br
Mande um e-mail !
Design by André Manta
Última atualização:
Outubro de 1997

O Layout

O projeto gráfico do Web site é outro elemento importante ao lado do design de navegação. Os melhores layouts de jornais e revistas digitais são aqueles que dispõem os elementos textuais e visuais de forma clara e funcional, facilitando a leitura e o acesso às informações. O uso excessivo de recursos gráficos e de multimídia, no entanto, pode comprometer a velocidade de carregamento das páginas. Quanto maior o número de gravuras, ilustrações, fotografias, animações e trechos de áudio e vídeo, maior será o tempo que o browser vai levar para carregar os documentos. Como a maioria absoluta dos usuários acessa a Internet através de linhas telefônicas comuns de baixa qualidade, com modens que variam de 14 400 a 57 600bps, páginas muito "pesadas" dificultam a navegação e deixam o internauta impaciente com a lentidão na recepção.

Para que uma publicação na Web se torne viável, os designers devem sempre levar em conta esta limitação na largura de banda das transmissões de dados via Internet e não exagerar em recursos que consumam muitos Kbytes. Um bom layout deve ser simples, com textos e gráficos equilibrados de forma homogênea na tela e com imagens relativamente pequenas. Desta forma, as páginas mantêm o seu impacto visual e são lidas pelo browser sem que o usuário tenha que esperar muito por isto.

Especialistas em design afirmam que o tempo de carregamento de um documento na Web deve ser o mesmo que um programa leva para ser aberto no Windows, ou seja, cerca de dez segundos. Esta instantaneidade, no entanto, ainda está longe de ser vivenciada no dia-a-dia da Web e por enquanto só é possível nas Intranets – redes empresarias fechadas, baseadas no modelo da Internet, com velocidades maiores de transmissão de bits. O designer de uma publicação digital planejada para uma Intranet pode ser mais ousado no uso dos recursos gráficos e de multimídia, já que o tráfego de informações não está sujeito às baixas taxas de transmissão de dados das linhas telefônicas normais.

Outra preocupação que os publishers e designers de publicações eletrônicas para a Web devem ter é garantir que o jornal digital seja visualizado adequadamente em diferentes tipos de browsers e sempre dentro da área de resolução da tela do usuário (o padrão é produzir páginas para a resolução de 640X480 pixels ¹, a mais comum na maioria dos computadores). A ilustração abaixo dá uma idéia de como uma página pode ser mal visualizada caso não tenha sido ajustada para caber corretamente na tela. A parte colorida representa a área de visualização da tela assim que a página é carregada pelo programa, enquanto a parte em cinza mostra a porção oculta do documento, só visível se o usuário rolar as barras inferiores e laterais do seu browser.

Segundo o manual de estilo da Universidade de Yale, menos de 10% dos internautas utiliza as barras de rolagem da janela do browser para ir até o final dos documentos ². Embora esta estatística pareça um pouco pessimista, é aconselhável concentrar as informações mais importantes na parte superior da página. Assim, na elaboração da home page de uma publicação digital, as manchetes, o índice geral das seções, as fotografias e os menus de navegação ficam melhor organizados na área da tela que primeiro é visualizada pelo browser.

Como nos jornais tradicionais, as versões digitais devem explorar o uso do lead na produção dos textos jornalísticos, concentrando os principais dados nos dois primeiros parágrafos e limitando as matérias a, no máximo, duas páginas de rolagem da barra lateral.

O gráfico seguinte traz algumas recomendações de comprimento e altura baseadas na dimensão de um browser comum em uma tela de monitor de 14 ou 15 polegadas no Windows 95 ou Macintosh:

Por fim, é fundamental introduzir modificações no site sempre que necessário e fazer uma mudança total no design de tempos em tempos, pois o meio digital está em constante desenvolvimento e a cada dia novos recursos e inovações tecnológicas tomam conta da World Wide Web.


¹ Pixel é uma abreviação de Picture Element. É a menor unidade de uma imagem eletrônica, seja ela digital ou analógica.

² O manual de estilo de produção de Web sites da Universidade de Yale é um dos mais completos da Internet e econtra-se em http://www.info.med.yale.edu/caim/manual/.


Guia do Jornalismo | Bibliografia Online | Jornais na Web | Links Úteis