Humor Negro

Arnaldo Xavier e Maurício Pestana são artistas negros que resolveram usar toda sua criatividade para retratar, de forma bem humorada, uma realidade brasileira: a discriminação racial.

Arnaldo Xavier, nascido em Campina Grande (Paraíba) em 1948, é autor de diversos livros que vai da literatura poética à peças teatrais; muitos destes trabalhos voltados para a cultura negra e a questão racial. Seus últimos trabalhos foram: Antologia da Nova Poesia Brasileira (1992) e Antologia da Poesia Negra Brasileira (1993).

Maurício Pestana nasceu em Santo André(São Paulo) em 1963, desenvolvendo seu talento artístico através de trabalhos na imprensa, como chargista político do Diário do Grande ABC e em outros veículos de comunicação.

Manual de sobrevivência do negro no Brasil é um livro bilingüe (português-inglês) composto de textos e charges, além de um glossário com as palavras "proibidas"- as palavras do racismo. Apesar de tratar de uma realidade perversa e triste, o livro é um trabalho bem humorado. Suas piadas (humor NEGRO) são recortes de situações do cotidiano do negro brasileiro e "estorinhas" da cultura popular, que acabam por revelar a hipocrisia da sociedade brasileira.


Texto: Arnaldo Xavier
Charges: Maurício Pestana
Nova Sampa Diretriz Editora. Rua das Ortências, 107 -cep:04051 - Tel: (011) 579-7197

- Boy! these scenes from South Africa are so moving that they seem to be happening right here!
– Quando você se defrontar, com argumentos cheios de remorso, de que não existe discriminação racial no Brasil, que o preconceito contra o negro é social e que os negros são complexados, pergunte ao interlocutor cheio de culpas...se ele já passou um dia de negro.

When you hear claims that there is no racial discrimination in Brazil, that the prejudice against blacks is a social one, and that blacks have a complex, ask the guilt-laden person you are talking to...if he has ever had a nigger’s day.


 

pesquisa Movimento Hip Hop humor up to date
who's who links mais do tema personas