Principais escolas

e cursos

Escola de Teatro da UFBa

Falar dos principais centros de formação de atores, diretores e professores de teatro sem falar na Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia é quase impossível! Sendo a única escola de nível superior formadora desses tipos de profissionais no Norte/Nordeste, a importância dela para o desenvolvimento das artes cênicas no Brasil tem enorme valor.

Fundada em 1956, como parte do ambicioso projeto cultural do Reitor Edgard Santos, a Escola de Teatro passou a divulgar a dramaturgia moderna através de um teatro de alto nível, sempre buscando, desde seu início, integrar a produção universitária à vida da comunidade, para levar ao grande público novos padrões estéticos.

Assim, a Escola de Teatro seria um instrumento através do qual a comunidade teria oportunidade de afirmar a própria identidade cultural. A grande ousadia de implantar um instituto-modelo destinado à formação, em nível superior, de atores, diretores, professores de artes cênicas, cenógrafos e críticos de teatro ganharia novo impulso com a chegada do artista e professor Martim Gonçalves, primeiro diretor da Escola e um dos fundadores do Teatro Tablado do Rio de Janeiro. Ao lado dele, ajudando a realizar a utopia de Edgard Santos, pode-se citar nomes que entraram pra história da arte dramática no Brasil, como Gianni Ratto, Domitila Amaral, Luis Carlos Maciel, Ana Edler, Alberto D'Aversa, João Augusto, Antonio Patiño, Othon Bastos, Nilda Spencer, José Possi Neto e tantos outros que fizeram de Salvador, logo nos primeiros anos da Escola, um centro de produção teatral.

Para cursar teatro em nível superior, o candidato a artista deve prestar vestibular e, além disso, ser aprovado em um teste de aptidão bastante exigente. Para isso, é bom que se faça o "curso luvre de teatro", do qual falaremos adiante.

Maiores informações na secretaria da Escola. Endereço: Av. Araújo Pinho, nº 292, Canela. Telefone: 247-8162

Curso livre de teatro da UFBa

A Escola de Teatro oferece, além do curso superior, cursos livres de teatro. São cursos particulares, pagos por semestre, que têm ótimo conceito no mercado de trabalho. Para ingressar nesses grupos não é necessário ter experiência em arte dramática. Muitos dos professores que dão aula nesses cursos são da escola e podem ser boas referências para o teste de aptidão.

Dica: Se você vai fazer vestibular para Teatro, o melhor que faz é entrar para o curso livre da UFBa no meio do ano. Os professores que passarão um semestre inteiro com você poderão lhe avaliar melhor na hora do teste de aptidão, dando um desconto para o seu nervosismo e te aprovando por já conhecer o seu desempenho.

Maiores informações na secretaria da Escola. Vide endereço e telefone acima.

Teatro Fernando Peltier Escola e Cia de Arte

Fernando Peltier é diretor teatral, formado pela UFBa. Oriundo da época de ouro da Escola de Teatro, geração que revelou grandes talentos, tais como Rita Assemany, Othon Bastos e o próprio Fernando Peltier, entre outros,ele montou sua escola há alguns anos e hoje é considerado o diretor que mais forma profissionais, tanto os que não tem curso superior quanto os que ingressam na Escola vindos do seu grupo.

Sempre trabalhou com teatro infantil, montou peças de renome, como "Os Saltimbancos" e a "Turma da Mônica", quando trabalhou com Maurício de Souza, e também montagens de sua autoria, como "Heureca", que virou livro, "O Jardim das Borboletas", que ganhou muitos prêmios em festivais, e"Pinóquio", atualmente em cartaz em Salvador, indicado para o prêmio Copene de melhor espetáculo infantil de 2000.

A sede da escola fica no Jardim Armação. Fernando Peltier trabalha com crianças, jovens e adultos, a partir dos 6 anos de idade. O curso ainda oferece aulas de dança e expressão corporal, com a dançarina Vera Peltier, e noções de música. O telefone para contato é: 230-0279 / 231-3860

Teatro Vila Velha

Duas vezes ao ano acontecem as Oficinas Livres do Vila e duram, geralmente, um período de três meses. Os cursos são ministrados por profissionais capacitados, com uma larga experiência cênica. O projeto foi iniciado em 1997 e obteve um grande sucesso de público. Além das Oficinas Livres, foi criada a Oficina Vila Verão que acontece durante cinco semanas, nos meses de janeiro e fevereiro. Ambas terminam com uma apresentação. Informações: 336-1384